Workshop do Comitê de Internacionalização marca a tarde do 5º Café Internacional

Na tarde do dia 19, na programação do 5º Café Internacional, foi realizado o Workshop do Comitê de Internacionalização da Universidade Estadual do Maranhão.  Na ocasião, o Reitor da UEMA, Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa, instituiu o Comitê de Internacionalização, ferramenta essencial para a consolidação e ampliação da política de internacionalização da universidade.

O Comitê é presidido pelo reitor, e o Vice-Reitor, Prof. Dr. Walter Canales Sant’Ana, é o Vice-Presidente. São membros do Comitê: Prof. Dr. Paulo Henrique Aragão Catunda; Profa. Dra. Fabíola de Jesus Soares Santana; Profa. Dra. Rita de Maria Seabra Nogueira; Prof. Dr. Antônio Roberto Coelho Cerra; Prof. Dr. José Rômulo Travassos da Silva; Profa. Dra. Ilka Márcio R. de Souza Serra e Prof. Dr. Thales Passos de Andrade.

Entre as atribuições do comitê estão: analisar processos relacionados à internacionalização e discutir os critérios para a implementação de Fundo para a Internacionalização.

Foi instituído, ainda, no âmbito da UEMA, o ano de 2020 como o ano de Internacionalização. A ação visa mobilizar a comunidade universitária para a política de internacionalização.

Também durante o Workshop, o Magnífico Reitor da UEMA assinou a Resolução que institui e regulamenta a concessão de auxílio financeiro para moradia e alimentação aos estudantes de outros países em intercâmbio acadêmico na UEMA, por meio dos programas BRAMEX, BRACOL, Be_a_DOC e PEC-G. Segundo o prof. Gustavo, essa é uma forma de materializar à adesão aos programas e concretizar as ações de intercâmbio, além de atrair e garantir a permanência de alunos estrangeiros. O Reitor destacou que esse é mais um passo na ação de tornar os campi da UEMA internacionais.

A resolução que aprova o Manual de Procedimentos para a Formalização de Convênios no âmbito da Universidade Estadual do Maranhão também foi assinada e colocada em pauta durante o workshop. A resolução trata do Manual que orienta na elaboração de Protocolos de Intenção e Convênios Internacionais. Além disso, a resolução também prevê que as propostas de Protocolo de Intenção deverão ser encaminhadas à Assessoria para Relações Internacionais.

Ainda no Workshop do Comitê de Internacionalização, foram discutidos temas sobre a construção do Bacharelado de Relações Internacionais da UEMA, proposta de curso que representa os avanços da instituições no sentido didático-pedagógico, por prever semestres livres em seu projeto pedagógico.

O Plano de Internacionalização da UEMA também foi pauta na reunião do Comitê. Os objetivos do Plano foram apresentados, além de diversos tópicos do documento, que reflete a caminhada de internacionalização da universidade.

Durante o workshop, o prof. Thales Andrade apresentou resultados do questionário de percepção da comunidade acadêmica sobre a internacionalização da UEMA, que mostrou a visão de docentes, servidores, técnico-administrativos e estudantes sobre o tema.

O Chefe de Relações Externas da Universidade Estadual Paulista, prof. José Celso Freire Júnior, e o Consultor para Cooperação Internacional na Secretaria de Educação Superior do MEC e Diretor para Relações Internacionais do Instituto Mundial para Relações Internacionais, prof. Rafael Pinto Duarte, estiveram presentes durante as atividades do Workshop do Comitê de Internacionalização.

Os dois convidados aproveitaram a oportunidade para dar contribuições em relação aos temas debatidos durante da atividade. O prof. Celso Freire comentou sobre as repostas do questionário, e avaliou como positiva a percepção que a comunidade acadêmica da UEMA tem sobre Internacionalização.  Falou, ainda, sobre como definir os próximos passos para futuras ações. O prof. Rafael Duarte contribuiu chamando atenção para a importância de definir o que é internacionalização, intercâmbio, cooperação e colaboração e como a UEMA poderia oferecer serviços para atrair novos parceiros.

O prof. Rafael também avalia positivamente o atual momento da universidade: “A UEMA já deu um start que a coloca em destaque entre as mais de 120 universidades do PEC-G, que são essas propostas de auxílios complementares para a permanência dos estudantes. Isso vai ajudar a trazer mais alunos para a UEMA por meio do PEC_G. A instituição já está no rumo certo de estabelecer um processo de internacionalização sólido, com uma evolução muito rápida no contexto nacional”.

As atividades da 5ª edição do Café Internacional, em especial o  Workshop do Comitê de Internacionalização, marcaram a trajetória da UEMA, segundo o reitor Gustavo Pereira da Costa. “Havia necessidade de criar uma instância de discussão e deliberação sobre a nossa política de internacionalização, especialmente nessa tarefa que temos agora de início, de construirmos, em conjunto, nosso Plano Institucional de Internacionalização. Essa é nossa principal meta para o ano de 2020: fazer com que a internacionalização seja transversal, para que possa realmente chegar às ações de ensino, pesquisa e extensão, e da gestão universitária da UEMA. A partir daí mantermos a linha de atuação que hoje já temos”, comenta o reitor.

Compartilhar.