ARI realiza 5ª edição do Café Internacional da UEMA

No último dia 19, a Assessoria para Relações Internacionais da Universidade Estadual do Maranhão (ARI-UEMA) realizou o 5º Café Internacional da UEMA. O objetivo foi reunir estudantes, professores, pesquisadores, profissionais, gestores e representantes de centros de idiomas para orientar sobre a mobilidade acadêmica internacional.

A solenidade de abertura contou com a presença do Reitor, Gustavo Pereira da Costa, do  Vice-Reitor, Walter Canales Sant’ana, da Pró-reitora de Pesquisa e Pós Graduação, Rita de Maria Seabra Nogueira, do Secretário adjunto de Programas Estratégicos, Geraldo Cunha Carvalho Júnior, da Coordenadora do Programa Cidadão do Mundo, Fabiana Moura, do  Chefe de Relações Externas da Universidade Estadual Paulista, José Celso Freire Júnior, e do Assessor para Relações Internacionais da UEMA, Thales Passos de Andrade.

Em sua fala, o Reitor enfatizou as conquistas da UEMA no que diz respeito à internacionalização e falou da dimensão de relevância do Café Internacional.  Os professores Celso Freire e Thales Andrade também se pronunciaram durante a mesa de abertura, comentando sobre trabalhos desenvolvidos no ramo da internacionalização.

A programação aconteceu nos períodos matutino e vespertino. Na manhã, após a mesa de abertura, foi iniciada a palestra do professor Celso Freire. Na ocasião, ele debateu sobre a importância de internacionalizar o ensino superior, além de recursos para tornar a sala de aula um ambiente internacional.

Foto: Paula Lima

Logo depois, os professores Luís Fernando Carvalho Costa, do curso de Biologia da UFMA, e Guillaume Xavier Rousseau, de Engenharia Agrícola da UEMA, compartilharam suas experiências de publicação nas revistas  Nature e Science.

O professor Luis Fernando Carvalho Costa, em parceira com a professora Ligia Tchaicka, ambos integrantes do Programa de Pós-Graduação em Recursos Aquáticos e Pesca da UEMA, publicou o artigo DNA-based identification reveals illegal trade of threatened shark species in a global elasmobranch conservation hotspot, na revista Nature.

Já o prof Dr. Guillaume Xavier publicou na Revista Science a pesquisa Global Distribution of Earthworm Diversity, com a participação do Dr. Luis Hernández, ambos do Programa de Programa de Pós-graduação em Agroecologia da UEMA.

A programação da manhã contou, ainda, com explicações da profa. Andrea Duailibe e do prof. Thales Passos sobre a adesão dos programas de mobilidade internacional: BRACOL, BRAMEX E BE_A_DOC do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras.

A apresentação foi seguida pela palestra do professor Rafael Pinto Duarte, consultor para Cooperação Internacional da Secretaria de Educação Superior do MEC e Diretor para Relações Internacionais do Instituto Mundial para Relações Internacionais.

Na oportunidade, o professor Rafael falou sobre o PEC-G, Programa de Estudantes-Convênio de Graduação. Esse programa oferece a estudantes de países em desenvolvimento, com os quais o Brasil mantém acordo educacional, cultural ou científico-tecnológico, a oportunidade de realizar seus estudos de graduação em Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. Entre os dados apresentados pelo professor, estão: Medicina e Relações Internacionais são dois cursos que apresentaram demanda maior que o número de vagas ofertadas; um aluno estrangeiro demonstrou interesse em estudar no Maranhão no último balanço realizado pelo programa.

A assessora jurídica Amanda Maya Rosa Guará, a Diretora de Captação do setor de convênios Roberta Silva dos Reis e a advogada e assistente da ARI, Geysa Azevedo, também participaram do evento, com uma palestra sobre os procedimentos para a formalização de protocolos de Intenções, Acordos e Convênios Internacionais na UEMA.

A manhã foi finalizada com o depoimento da aluna do Mestrado de Ciência Animal da UEMA, Andressa Mendes Alves, que contou sua experiência de estágio no exterior por meio do Programa Cidadão do Mundo. A estudante comentou sobre sua iniciativa de fazer o intercâmbio, as dificuldades encontradas e os benefícios da internacionalização para sua carreira acadêmica.

No período da tarde, a programação envolveu as atividades do Workshop do Comitê de Internacionalização da UEMA. O Comitê realizou sua primeira reunião durante o 5º Café Internacional e resoluções referentes à Internacionalização foram assinadas na ocasião.

Por: Alessandra Medina

Compartilhar.