UEMA e Grenoble INP iniciam acordo de cooperação internacional até 2023

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e o Instituto Politécnico de Grenoble, ou Grenoble INP, localizado na França, estreitaram laços, devido ao acordo de cooperação internacional entre as instituições vigente até 2023.

De acordo com o professor Ewaldo Eder Carvalho Santana, do departamento de Matemática e Informática da UEMA e quem deu o primeiro passo para o início da abertura de convênio, tudo começou durante o seu doutorado, quando ele mantinha contato com o Dr. Christian Jutten, que trabalha no Grenoble INP. “Através de contatos com ele, surgiu o convite de realizar um pós-doutorado sob sua supervisão, na Universidade Grenoble-Alpes (UGA). Foi durante esse período que surgiu a ideia de uma parceria entre UEMA e Grenoble INP”, recorda o professor.

Já em junho 2018, tanto o professor, quanto a professora Rita de Maria Seabra Nogueira, atual pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, partiram para uma missão de internacionalização na França, em que foram iniciadas conversações para convênios com a Escola Superior Nacional em Sistemas Avançados e Redes (ESISAR), a Escola Nacional Superior de Informática e de Matemáticas Aplicadas (ENSIMAG), ambas do Grenoble INP, e o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD), que trabalha com ciências biológicas e da terra.

O acordo com o Grenoble INP, que abrange a ESISAR e a ENSIMAG, tem como objetivo a realização de intercâmbios e estágios de discentes dos cursos de graduação. Segundo informa o professor Ewaldo, serão contemplados os cursos de engenharias, mas, futuramente, o acordo poderá ser estendido para outros cursos.

Para o professor Ewaldo Eder, será de grande valia para a internacionalização da UEMA ter parceria com um instituto desse porte. “Como a UGA (da qual o Grenoble INP faz parte) tem como um de seus eixos educacionais o intercâmbio de estudantes com vários países, o acordo com a UEMA propiciará o envio de estudantes para a nossa região. Citemos aqui que a Sra. Marianne Geton, do setor de Relações Internacionais da UGA, nos relatou que eles ficaram muito animados com a possibilidade de envio de alunos à única capital brasileira fundada por franceses” afirma.

Considerada uma das melhoras escolas de engenharia da França e do mundo, o Grenoble INP, que faz parte da Universidade Grenoble Alpes (UGA), possui cursos com orientadores profissionais, 38 laboratórios além de serviços em pesquisa e desenvolvimento reconhecidos entre a comunidade científica e industrial internacional. Por mais de 100 anos, o instituto vem congregando faculdades de engenharia, próximas ao mundo industrial e abertas ao mundo. Atualmente, a instituição de ensino superior possui 6 faculdades de engenharia:

  • Grenoble INP Ense3 (energia, água e meio ambiente)
  • Grenoble INP Ensimag (informática, matemática aplica e telecomunicações)
  • Grenoble INP Ensisar (redes e sistemas avançados)
  • Genoble INP Génie Industriel (engenharia industrial)
  • Genoble INP Pagora (papel, mídia impressa e biomateriais)
  • Genoble INP Phelma (física, eletrônica e ciência dos materiais)

Saiba mais sobre outros acordos de cooperação internacional com diversas universidades aqui.

Por: Raysa Guimarães

Compartilhar.